Receita de Posta Mirandesa

1
Receita de Posta Mirandesa
Receita de Posta Mirandesa
Receita de Posta Mirandesa, aprenda com essa receita como fazer em sua casa essa delicia tipica, você vai se surpreender, anote a receita.

A Carne Mirandesa é produzida nas pastagens naturais do nordeste transmontano, numa região que se situa acima dos 500 m de altitude.

Esta região abrange 6 concelhos do Distrito de Bragança que são: Miranda do Douro, Mogadouro, Vimioso, Vinhais, Bragança e Macedo de Cavaleiros.

A Carne Mirandesa é produzida em pastagens naturais com uma composição florística própria.

Estas pastagens têm o nome de lameiros.
Além da erva dos lameiros os animais consomem no seu dia-a-dia um conjunto muito diversificado de forragens que os criadores produzem para satisfazer as suas necessidades quando os lameiros não têm erva. Assim destacam-se pela sua importância os fenos de aveia e lameiro, as milharadas, as ferrãs e o nabal.

A Raça Mirandesa possui características genéticas próprias que associadas a um sistema de alimentação natural conferem à carne qualidades organolépticas únicas. Assim, é de realçar a excepcional tenrura e suculência aliadas a aromas e sabores que a diferenciam de qualquer outra carne de bovino.

Receita de Posta Mirandesa

Ingredientes:

  • 1,2 kg de carne de vitela mirandesa;
  • sal grosso

Modo de Preparo:

  1. O fogo das brasas deve estar forte no inicio.
  2. As brasas incandescentes devem estar distribuídas de forma regular no fogareiro ou lareira de forma a proporcionarem uma distribuição uniforme do calor.
  3. A grelha deve ser colocada a uma altura de cerca de 10 cm das brasas.
  4. A carne deve ser cortada em postas com uma espessura de 3 a 4 cm (cerca de 300 g por posta).
  5. Coloque a carne na grelha sem tempero nenhum.
  6. Após esta operação, e caso o deseje, tempere com sal grosso.
  7. Volte a carne, sem espetar, quando aparecerem pequenas pérolas de sangue na superfície superior.
  8. O tempo que a posta está na brasa depende do seu gosto pessoal, consoante prefira a carne bem ou mal passada.
  9. Para conservar a suculência da carne, esta não pode ser picada.
  10. Ao voltar a posta, o fogo deve estar forte, para que se crie uma crosta que impeça a saída dos sucos.
  11. Contudo, esta crosta não deve ser espessa, porque senão o calor penetra na carne de forma deficiente e a posta acaba por ficar queimada por fora e mal grelhada por dentro.

Acompanhamento:

  1. batata cozida com casca,
  2. castanhas assadas,
  3. grelos salteados e salada.

Recomendação:

  • A lenha utilizada não deve ser de madeiras resinosas (ex: pinheiro). Para produzir as brasas aconselha-se a lenha proveniente de fruteiras (ex: videira) e a generalidade das folhosas (ex: carvalho). Como alternativa, utilize carvão vegetal.
  • Nunca utilize uma grelha que tenha servido anteriormente para grelhar peixe sem que esteja muito bem lavada e queimada pelo calor do grelhador, para evitar a alteração do gosto e aroma da carne.
  • Não deve usar produtos químicos inflamáveis para acender a lenha ou o carvão. A razão deste procedimento reside no facto de esses produtos libertarem substâncias que vão alterar negativamente o gosto, o aroma e a qualidade da carne, além de serem prejudiciais à saúde.
  • Na impossibilidade de utilizar um fogareiro ou lareira, a posta pode ser confeccionada num grelhador eléctrico a temperatura elevada.

A Carne Mirandesa é comercializada em duas categorias, vitela e novilho.

Vitela

É proveniente de animais, com idade compreendida entre os 6 e os 8 meses de idade, de ambos os sexos, que permanece com a mãe durante esse período.
A carne procedente destes animais apresenta uma cor rosa claro, com uma gordura de cor branca e distribuição homogénea, com grão fino, consistência firme, ligeiramente húmida.

Novilho

Esta carne é proveniente de animais recriados, após o desmame, cujo o abate se processa entre os 10 o 18 meses, de ambos os sexos.
A carne destes animais apresenta uma cor vermelha clara, consistência firme, ligeiramente úmida e moderada gordura intramuscular.

Os animais que produzem a Carne Mirandesa são obrigatoriamente de Raça Mirandesa, pelo que têm que estar inscritos no Livro Genealógico da Raça.

Para garantir a genuinidade da Carne Mirandesa criou-se um sistema de controlo e certificação que visa assegurar a rastreabilidade da Carne Mirandesa.

Gostou? Curta nossa Página no Facebook e no G+ Assim você não perde nossas novas receitas e dicas, compartilhe para que mais pessoas possam conhecer essa receita.

[Total: 0    Média: 0/5]
loading...

Deixe seu Comentário...